O Uber está sendo alvo de um processo inusitado na Justiça francesa, já que um homem acusa a empresa de acabar com seu casamento.

maxresdefault-1

Tudo isso aconteceu pois um bug no aplicativo permitiu que a agora ex-esposa recebesse notificações no celular dela de viagens “suspeitas” que ele realizou.

A falha de privacidade é real: quando o homem pegou emprestado o iPhone de sua esposa, ele logou em sua conta no Uber e realizou viagens normalmente. Entretanto, mesmo após parar de utilizar o celular dela e voltar a usar seu próprio smartphone, o iPhone continuou recebendo notificações de viagens do aplicativo de motoristas privados. Foi o suficiente para a esposa descobrir as escapas do então parceiro e pedir o divórcio.

O agora ex-marido pede na corte francesa uma indenização de 45 milhões de euros por compensação de danos morais.

Via CódigoFonte